ÚLTIMAS NOTÍCIAS



Sorteio de rifa e doações de ovos de Páscoa animam as crianças no Dia dos Sonhos Positivos


Sorrisos, brincadeiras e muito chocolate. Assim foi o Dia dos Sonhos Positivos realizado na última quinta-feira, dia 18, no Lar dos Sonhos Positivos. A programação incluiu café da manhã, atividades educativas, brincadeiras, almoço, lanche e visitas de vários voluntários.





Nesta edição especial de Páscoa, grupos de voluntários levaram doações de ovos de chocolate para as crianças. Um deles foi liderado pela Éricka Taveira. “Sempre passava aqui na frente do Lar e ficava com vontade de conhecer, mas queria vir para fazer algo. Tinha tentado no ano passado e não consegui ajuda. Já este ano, eu e meu namorado falamos com amigos e pessoas que trabalham com a gente e deu certo. É a primeira vez que faço uma ação dessas, finalmente consegui realizar esse sonho que eu tinha no meu coração”. Além das doações, Éricka convidou um amigo que sabe tocar violão e animou as crianças durante a manhã.





O adolescente Felipe* de 15 anos cresceu no Lar dos Sonhos Positivos e ficou até os 12 anos, idade limite para o atendimento. Agora, ele aproveita as atividades como o Dia dos Sonhos Positivos para matar a saudade dos amigos que fez na instituição e do carinho que sempre recebeu das Irmãs. “Elas me ajudavam a fazer a tarefa, a aprender a escrever, na verdade, elas me ensinaram praticamente tudo. Coisas como falar “com licença”, ser educado e não entrar em caminhos errados que infelizmente tem perto da gente”.

Durante as atividades, as crianças receberam visitas dos acadêmicos de nutrição e administração da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e dos estudantes de medicina da Uniderp. O grupo “Moto Oi” também marcou presença.





O casal Michele e Willian fez a doação do lanche. O Dia dos Sonhos Positivos acontece uma vez ao mês e reúne as crianças que são atendidas pela instituição.

Sorteio da rifa

Um dos momentos mais esperados do dia foi o sorteio da Rifa Pascal organizada pela estudante de jornalismo da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Amanda Guedes.

A jovem de 21 anos conheceu a instituição após uma atividade da faculdade na disciplina Tópicos de Comunicação e se sensibilizou com o trabalho realizado pelas Irmãs Franciscanas. “Fiquei pensando em como poderia ajudar e decidi fazer uma rifa para arrecadar recursos para o Lar, porque as crianças não têm culpa da doença e todo o contexto em que vivem. Eu sou mãe, conheço a pureza de uma criança, precisava fazer algo”.





A iniciativa da estudante ganhou destaque nos veículos de comunicação como Campo Grande News e Rádio Blink. Ela ainda recebeu uma moção de congratulação do vereador Wellington de Oliveira. “Por causa dessa visibilidade, consegui doações de todos os itens da cesta. Ovos de chocolate, bombons, brownie, bolo. E aí deu para fazer três cestas. Com essa ação, aprendi que as pessoas doam o que elas têm, não na questão do dinheiro, mas do coração, da experiência de vida. Encontrei pessoas que ajudaram mesmo sem ter muito, então, basta ter a vontade de ajudar o próximo para fazer a diferença”.

Os sorteados foram Anna Carolina Marcon, Alexandre Catto e Luciana Penha. O valor total arrecadado com a Rifa Pascal foi de R$ 7.446,00. “Nós ficamos muito felizes e imensamente gratos pela iniciativa da Amanda. Esse tipo de ação nos ajuda a manter o Lar e o atendimento às crianças, que são a razão de todo o nosso esforço e trabalho”, agradeceu a Irmã Marisa.

Atendimento

Por conta das dificuldades financeiras, o Lar dos Sonhos Positivos iniciou um novo método de atendimento às crianças que vivem e convivem com HIV em 2019. Duas vezes por semana, as Irmãs Franciscanas Angelinas fazem o acompanhamento sócio-educativo-psicológico e no que se refere à saúde das crianças por meio das visitas às famílias.

Também são realizadas atividades como bazar, reuniões de formação para as famílias toda 3º quarta-feira do mês e a distribuição de cestas básicas com verduras, frutas e ovos (doados pelos benfeitores).

*nome fictício para preservar a identidade do adolescente

____________________________________________________________________________________________________________________________



NOTA

No ano de 2017, a Afrangel recebeu da Sedhast - Secretaria de Direitos Humanos - o valor de R$ 50.000,00 para executar o termo de fomento nº 27.478/2017, para fins de defesa e garantia de direitos de seus usuários.

____________________________________________________________________________________________________________________________


Solidariedade e alegria garantem sucesso do Bingo do Lar dos Sonhos Positivos


O 2° Incrível Bingo do Lar dos Sonhos Positivos reuniu cerca de 280 pessoas, entre benfeitores, voluntários e pessoas da comunidade em geral no último sábado, dia 6 de abril. O evento aconteceu na sede da instituição, no Jardim Seminário, em Campo Grande. Os voluntários Yoshio Fujita e Olavo Oliveira usaram fantasias de “Incrível Hulk” e animaram o público.




Foto: Edson Alencar



A realização do Bingo foi coordenada pela benfeitora Carla Zaher, com a ajuda de voluntários e parceiros do Lar. “A primeira edição foi para as mulheres. Desta vez, decidimos abrir para toda a família e foi um sucesso. Sou voluntária há 5 anos na instituição e me apaixonei pelas crianças, conheço as histórias, as dificuldades, então, a gente faz esses eventos por elas mesmo”.


Em clima de solidariedade, o público se divertiu e voltou para casa com prêmios como vouchers de restaurantes e conveniências, docerias, clínicas de estética, roupas, acessórios, móveis e itens de decoração. A professora de inglês, Giovana Oliveira Silva, de 25 anos, ganhou uma bolsa durante o Bingo. "Fiquei muito feliz com o prêmio. Já participei de algumas ações aqui no Lar. É uma causa nobre, então, vim para ajudar e ainda ganhei uma bolsa nova".


A bibliotecária Elizabete Lavanelo também participou do Bingo e trouxe mais duas amigas. "Essa é uma grande iniciativa. Conheço as crianças, já fiz trabalho voluntário aqui e se todo mundo ajudasse um pouco a situação seria melhor. Decidi participar porque a gente vê a necessidade e a credibilidade do Lar".


O professor de educação física, Nazir Salim, também conhece o trabalho do Lar e pretende ser voluntário. "Ainda não consegui por questão de horário, então, ajudo em eventos como esse de hoje. A gente vê que é um trabalho bonito de doação".


O evento movimentou comunidades de várias regiões de Campo Grande, como o porteiro Luís Carlos. "Eu praticamente atravessei a cidade, moro no Jardim Tijuca. Mas tudo que for para o bem vale a pena. Minha filha fala que o amor nos aproxima, e é isso que acontece mesmo".


Voluntária do Lar há seis meses, a psicóloga Jéssica Santana sempre envolve a família nas atividades e trouxe a mãe e o irmão para o Bingo. "Sou católica atuante e senti a necessidade de me doar, porque a gente recolhe o dízimo, faz a oferta, mas o que eu faço para o outro? Aqui no Lar encontrei uma forma de doação mais completa, um gesto concreto".


Além das rodadas do Bingo, foram realizados sorteios de brindes como óculos, boné, brincos, chocolate, bolos, entre outros. Durante a festa, foram vendidas bebidas e pastéis. Os recursos arrecadados vão contribuir para manutenção do Lar. 


Para a diretora do Lar dos Sonhos Positivos, Irmã Madalena, o Bingo é uma oportunidade de estar mais perto dos benfeitores e demais pessoas que se sensibilizam com o trabalho da instituição. "O que enche nosso coração de alegria é a confraternização. É muito bom estarmos reunidos com os benfeitores e amigos. É uma gratidão imensa. E na parte financeira, é uma ajuda bem-vinda nesse momento que estamos ajustando as contas do Lar".


Parceiros 


Os produtos sorteados foram comprados por voluntários ou doados por parceiros. A benfeitora Carla Zaher fez o trabalho junto às empresas para conseguir os prêmios. “Contamos com a ajuda de lojas de vários segmentos e a novidade desse ano foram os vouchers de restaurantes. Tivemos uma receptividade muito boa das empresas e isso é muito gratificante”.


Entre os parceiros estão: Inês N. Oliveira e Atenor Martins, Maria Lúcia Ribeiro, Berenice Krabbe, Cleia Ribeiro, Nô Gastronomia, Restaurante Dona Zita, Cantina Romana, Restaurante Lá in casa, Hotel Deville, Big Beef (Avenida Mato Grosso), Restaurante Sal do Parque, Mercearia Minoru, Niura Doceria, Café Du Centre, Pão e Tal, Conveniência Tag To Go, Café Agricultor, Doces Momentos, Sweet Confeitaria, Stuppendo Gelateria, Dicos Panificadora, Bagueteria, Crescer Studio Pilates, Relva Farma, Açúcar e Afeto, Empório Mansur, Kopenhague, Multicoisas (Avenida Afonso Pena), Madre Santa Home, Espaço Cachoeira, Espaço Aline Gonçalves, Solange Gimenez Semijoias, Triana Tecidos, Carola, Estivanelli, Loja Mylla Braga, Cia Básica, Maria Pitanga, Artecano Móveis e Decoração, Casa Design Móveis, Movstore Home Office, Kalena Ótica e Relojoaria, Marina Natura, Rose Natura, Ana Rita Natura, Sueli Cabelos, Ótica Kalitá, Ótica Rolux, Maria e Maria, Portuguesinha Ateliê, CHC (Cynthia Hernandes Costa) Biomedicina Estética, Ecoville, Fernanda Adas, Passado e Presente Interiores,  Pantanal Garden, Folic Moda Feminina, Estética Facil Luiza Jeha.

____________________________________________________________________________________________________________________________


Com novo método de atendimento, Lar dos Sonhos Positivos precisa de doações


O Lar dos Sonhos Positivos iniciou o ano de 2019 com muitos desafios devido à falta de recursos e agora possui um novo método de atendimento às crianças que vivem e convivem com HIV. Mesmo sem a rotina dentro do Lar, a assistência, a dedicação e o amor pelas crianças e famílias permanecem. A instituição realiza visitas aos assistidos e diversas atividades como o “Dia do Sonho Positivo”.

As mudanças no atendimento foram necessárias em razão da situação financeira do Lar dos Sonhos Positivos, que já vinha sofrendo com altos déficits mensais há alguns anos.

A folha de pagamento, que contava com 23 funcionários, era um dos principais custos da instituição, por isso, a necessidade de redução no quadro de profissionais e a consequente alteração na rotina do Lar. O transporte das crianças tinha um custo de 12 mil reais, apenas com combustível.

No mês de janeiro, por exemplo, o Lar registrou receita de R$ 15.125,10, resultado de doações de voluntários e campanhas como o “Troco Solidário”. Já o gasto apenas com salários foi de R$ 15.192,96.

“Ao todo, o valor mensal para manter a assistência completa era de 5.600 por criança. Com a nova forma de atendimento, conseguimos reduzir os custos e temos apenas 7 funcionários. Por enquanto, as despesas continuam altas por causa das rescisões contratuais”, explica Irmã Marisa Zanutto, coordenadora do Lar.

A entidade tem parceria com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, por meio da CEPA (Central de Execução de Penas Alternativas), que realiza doações anuais. O Lar possui também convênio com a SAS, mas os recursos só devem chegar a partir de abril devido aos trâmites de renovação contratual. Desta forma, as doações de voluntários continuam sendo importantes para a manutenção das atividades e visitas.


Doações

A instituição se mantém com a ajuda de doações, parcerias governamentais e eventos promovidos por amigos e pelo Lar. Para ser um colaborador mensal, é só acessar o endereço: apoia.se/lardossonhospositivos.

As doações podem ser realizadas ainda por meio de depósito bancário:
Banco Sicredi (748)
Agência 0911 / Conta corrente 26632-1
Razão Social AFRANGEL
CNPJ 01.4790.219/0002-60

O Lar dos Sonhos Positivos fica na Rua do Seminário, nº 2170, no bairro São Francisco, em Campo Grande.

Por: Assessoria de Comunicação Lar dos Sonhos Positivos